Os benefícios do Cacau

Conheça alguns dos benefícios do cacau:

  • Protege o coração
    O cacau contém ácido oleico, uma substância que pode combater doenças cardíacas. Ele também é capaz de reduzir o colesterol ruim (LDL) e aumentar os níveis de colesterol bom (HDL). Além disso, é uma grande fonte de magnésio, um mineral que é essencial para o funcionamento do sistema cardiovascular e o controle da pressão arterial. Para esses benefícios, o tipo de chocolate que apresenta melhores resultados são os chocolates meio amargos, que possuem 70% de cacau em sua composição, e os amargos, com 85%.

 

  • Previne contra o câncer
    A fruta possui uma grande concentração de polifenóis com efeito antioxidante, que contribuem para a preservação das células do intestino e, consequentemente, evitam o câncer colorretal.

 

  • Reduz o estresse e melhora do humor
    Esse benefício todos conhecem. Ingerir cacau, segundo estudos, pode melhorar o humor e eliminar o estresse, pois ele reduz os níveis de cortisol no corpo. O cacau contém, além do já citado magnésio, o tripofano, que podem estimular o organismo a produzir dois hormônios: a serotonina e a endorfina, que são responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar do corpo.

 

  • Melhora a função cerebral
    Os neurotransmissores presentes no cacau ajudam na circulação sanguínea do cérebro, ocasionando em uma melhor oxigenação de suas áreas. O estímulo sanguíneo em certas áreas do corpo é a causa para o bom funcionamento de muitas funções do organismo. Enquanto estimulam a circulação dessas áreas, os componentes do cacau podem ser responsáveis pelo bom funcionamento do cérebro e de outras funções vitais.

 

  • Dica extra: nibs de cacau
    Não gosta muito dos chocolates meio-amargos ou amargos? Uma boa opção são os nibs de cacau, ou seja, sementes de cacau secas e trituradas. Facilmente encontrados em lojas de produtos naturais, os nibs de cacau podem ser consumidos junto com iogurtes, granolas e saladas de frutas.
    Você conhecia estes benefícios do cacau? Lembre-se sempre: consulte um médico para saber se o seu consumo deve ser moderado!

 

Fonte: Revista Seleções

2019-04-21T08:07:31+00:00